Adsense Google

2 de ago de 2011

O futuro das redes socias na gestão de informação

Olá Pessoal,

Tenho observado que os dias se passam cada vez mais rápido e conforme os dias passam, fica cada vez mais difícil prestar atenção nas informações que recebo por email, que consulto pela internet, nos livros que comprei semana passada que nem terminei de ler e nos dvds que peguei emprestado. Me questiono se isso acontece apenas comigo.


Vejo que o controle de informações fica cada vez mais escasso e para quem quer estudar tudo, ler tudo, saber tudo, o tempo passa a ser meu inimigo.

Acesso meu facebook, meu linkedin, meu twitter, meus emails, e reparo que não presto mais atenção na caixa de entrada, simplesmente apago todos que não são importantes. Paralelo a isso e como complemento do meu post anterior surgem os auxílios das segmentações de redes sociais. Ultimamente não sei se considero um auxílio ou um suicídio. Porque já não sobra tempo para controlar a segmentação de tantas redes sociais. 

Um usuário não consegue ter todos os amigos em apenas uma rede, todos os contatos profissionais em uma rede, todas as informações em uma rede, tudo começa a se desfragmentar. Com isso vem o facebook que inova na gestão da informação, traz os apps para compra virtual, apps para contatos profissionais, para empresas, para jogos, para frases e pensamentos e para tudo.

Entrei no Google Plus a duas semanas, mas perdí o gosto.Hoje já não acesso mais o meu orkut, no linkedin uma vez por semana, mas no facebook até o momento eu tenho praticamente tudo. Algumas mudanças poderiam ser feitas na questao de organização de grupos, mas para contatos ele está completo.

Eu tenho conversa por msn, por vídeo, envio de mensagens, compras online, apps de contatos profissionais e o que mais eu precisarei daqui alguns anos?

Talvez eu precise guardar na lembrança que um dia existiu o Orkut, um Google Mais, um Linkedin. Porque todos os apps ficarão organizados em apenas um lugar. Meu canal de vídeos, meu perfil pessoal e profissional, todos os meus contatos segmentados, com gestão da informação também segmentada para não me comprometer na vida profissional, visto que eu sou humana e não quero misturar minha vida pessoal e trabalho... Tudo isso é importante considerar.

Não vejo nenhuma estratégia na gestão da informação das outras redes.

Tudo isso estará no Facebook, basta observar o comportamento em inovação que eles tem seguido. Nessa linha ténue que o Facebook segue, está o futuro das redes sociais.

Até mais